Viagem Astral

Jorge L Rodrigues

A viagem astral ou desdobramento astral é quando a alma sai consciente do corpo físico durante o sono ou os sonhos. Na verdade todas as pessoas ao dormirem deixam o seu corpo físico no leito e saem com o seu corpo astral para repetir tudo aquilo que fizeram durante o dia. Geralmente não se lembram destas experiências devido a inconsciência, pois como já sabemos usamos apenas uma parte mínima do nosso potencial, estando com uma gigantesca parte totalmente adormecida.
Todo homem é formado por um trio de Corpo, Alma e Espírito. O corpo físico é este que conhecemos, construído de matéria física, que se alimenta de sólidos, líquidos e gases. A alma ou corpo astral é o intermediário entre a matéria e o espírito. E o espírito é o nosso real Ser, o que de mais elevado existe.

CORDÃO DE PRATA
O cordão de prata é um corpo fluídico na forma de elástico, que liga o corpo astral ao corpo físico. Tem este nome devido a alta vibração de suas partículas fluorescentes geralmente nas cores prateadas.
Durante o dia o corpo astral, com as agitações, emoções, as atividades e os impulsos, desgasta o corpo físico até que as células se revoltam provocando o cansaço e o sono. O corpo astral não necessita de repouso.

E durante o sono, quando se acha em relaxamento total, ele abandona o corpo físico, ficando ligado apenas pelo cordão de prata. Nestas condições geralmente vai repetir tudo o que fez durante o dia ou então visitar outros lugares, cidades, países ou mundos do espaço infinito, estando ainda ligado pelo cordão de prata.A morte física é o rompimento do cordão de prata que se dá quando o espírito abandona a matéria.
A própria Bíblia em Eclesiastes: 12/6-7 mostra claramente o cordão de prata.
“Antes que se quebre a cadeia de prata, e se despedace o copo d’ouro, e se despedace o cântaro junto a fonte, e se despedace a roda junto ao poço.”
“E o pó volte a terra, como era e o espírito volte a Deus, que o deu.”
 

Mas pode ficar tranqüilo que isto nunca acontece durante a projeção astral. Não tenha medo, porque não há razão nenhuma para recear. A viagem astral é bastante normal e sinceramente não há palavras para descrever as maravilhas das viagens fora do corpo.

MUNDOS SUPERIORES
O nosso corpo físico, juntamente com tudo que é material, se encontra na terceira dimensão. No entanto, a nossa alma está na quarta, que é o tempo ou o mundo astral. Este mundo é uma réplica do mundo físico e tudo que tem de um lado, tem o seu correspondente no outro. E tudo o que existe no mundo físico teve a sua origem anteriormente no plano astral. Os nossos próprios pensamentos, memórias, emoções,.. estão na quarta dimensão e em nada tem a ver com o mundo material.
O corpo astral é um organismo vivente que possuí maravilhosos sentidos pelos quais podemos fazer investigações nos mundos superiores.

CIÊNCIA COMPROVA A VIAGEM ASTRAL
A viagem astral, desdobramento astral, ou projeção psíquica, sempre foi conhecida pelos místicos, santos e ocultistas desde a mais remota antigüidade. Na gloriosa civilização egípcia por exemplo, o corpo astral era representado por um pássaro chamado KA, que de tempos em tempos visitava o corpo mumificado. Atualmente, nos modernos estudos de parapsicologia a viagem astral é conhecida como Out-Of-Body Experience. Em todo o mundo, principalmente na Rússia e nos Estados Unidos, há um interesse muito grande nestes estudos, e inclusive existem universidades especializadas neste ramo fazendo parte de pesquisas consideradas secretas. Na Universidade de Virgínia, por exemplo, foram realizadas experiências extra-corpórea, totalmente controladas em laboratório, com o Dr. Robert Moroe, que chegou a publicar alguns livros mostrando os extraordinários resultados.

 
A viagem astral é quando a alma sai consciente, do corpo físico durante o sono ou os sonhos. Na verdade todas as pessoas ao dormirem deixam o seu corpo físico no leito e saem com o seu corpo astral para repetir tudo aquilo que fizeram durante o dia. Geralmente não se lembram destas experiências devido a inconsciência.

DESDOBRAMENTO ASTRAL
O VM. Samael Aum Weor; sábio, cientista, antropólogo e esoterista, é uma das raras pessoas que nasceu com a capacidade de se desdobrar conscientemente no plano astral. Em sua esclarecedora obra ‘DESFAZENDO MISTÉRIOS’ Capítulo XIV, transcreveremos os seguintes parágrafos:

“É preciso que compreendam a necessidade de aprender a sair do corpo celular à vontade. Entendam que o corpo físico é uma casa, onde não precisamos ficar prisioneiros.
“Precisamos entrar na região dos mortos à vontade, visitar as dimensões celestiais e conhecer outros mundos do espaço infinito.
“Fora do corpo físico, qualquer um pode dar-se ao luxo de invocar os seres queridos que já passaram pelas portas da morte e eles concorrerão ao nosso chamado. Assim, podemos conversar pessoalmente com eles.
“Há magos nigromantes que sabem invocar aos defuntos a fim de torná-los visíveis e palpáveis neste mundo físico, mas nós preferimos ir às regiões onde vivem para visitá-los, saber seu estado, ver como estão, etc,.
“Fora do corpo denso, adquirimos pleno conhecimento sobre os mistérios da vida e da morte. Fora do corpo celular, invocamos os anjos para conversar com eles, frente a frente.
“Entendam que no passado tivemos outros corpos e que vivemos outras existências. Fora do corpo físico, podemos recordá-las e revivê-las exatamente. A chave para alguém sair desta forma densa, para sair deste corpo carnal é muito simples.
“Prestem atenção. Qualquer um pode escapar do corpo de carne e osso à vontade naquele momento de transição que existe entre a vigília e o sono.
“Chega-me a memória um caso especial. Certa vez eu cheguei a um povoado e procurei um hotel, mas estavam todos cheios, não havia hospedagem para ninguém. Na última hora, consegui um alojamento em um dos dormitório.
“Havia ali muitas camas, onde dormiam muitos hóspedes. Paguei pelo último dos leitos e nele deitei-me para dormir. Lá pela meia noite um homem bateu na porta daquela casa solicitando alojamento. A dona da casa levou-o ao salão e disse-lhe: Veja, não tenho cama. Veja, todas estão ocupadas. O viajante protestou: Em lugar algum há hospedagem; vou dormir aqui mesmo, ainda que seja no piso. Coloque no chão um colchão, tapete ou esteira e um travesseiro para minha cabeça, porque estou muito cansado.
“A dona da casa de cômodos, comovida concordou em dar ao homem o que pedira. Encontrava-me acordado, vendo e ouvindo tudo aquilo. O viajante deitou-se no chão e pôs-se a dormir. Então observei-o detalhadamente. Enquanto estava desperto, movia-se de um lado a outro como que querendo acomodar-se ao duro piso. De repente, deixou de se movimentar e vejo com assombro uma nuvem cinza ovóide saindo de todos os poros de seu corpo.
“A nuvenzinha flutuou por alguns instantes sobre o corpo cansado do peregrino, depois colocou-se na posição vertical, assumiu sua aparência. Olhou-me fixamente antes de sair do salão caminhando com toda normalidade. Eis aqui o que sempre acontece neste estado de transição existente entre a vigília e o sono. O viajante afastou-se de seu corpo tenso da mesma forma com que todos fazem, mas sempre inconscientemente. Não digo com isto que aquele cavalheiro realizou uma saída consciente.
“Realmente trata-se de um processo natural e dar-se conta de seus processos naturais jamais poderá ser prejudicial a alguém. Realizar todas as suas funções conscientemente ao invés de fazê-lo de uma maneira inconsciente e involuntária nunca será perigoso. É por isso que ponho certa ênfase na necessidade de se aproveitar o momento de transição entre o sono e a vigília para se abandonar o corpo de carne e entrar consciente na região misteriosa. Há gente incrédula que diz: Que pode você saber do além? Como pode saber o que há do Texas para cima? Por acaso você foi ao outro mundo e voltou?, Etc.
“Estimados amigos, com este procedimento afirmo e reafirmo que todos podem ir ao outro mundo e voltar para contar o que viram. Posso jurar pelo que mais quero na vida que vou ao outro mundo cada vez que pretendo. E vocês também poderão ir desde que não tenham medo.
“Quando quero sair do corpo físico, aproveito o momento de sonolência, quando não se esta nem dormindo e nem está desperto de todo. Neste preciso instante, faço o que fez aquele viajante: levando-me suavemente, como que me sentindo vaporoso, fluídico, gasoso e saio do quarto, como aquele personagem saiu da casa de cômodos, e me dirijo para a rua.
“O espaço é infinito e voando posso viajar a todos os lugares da terra ou do infinito. Todos podem fazer o mesmo, desde que se proponham a tal. Antes de tudo, ninguém deve se identificar com o corpo material. Durante o experimento, devem pensar que não são o corpo e sim a alma. Devem sentir-se almas fluídicas, sutis... e quando se sentirem assim, simplesmente levantem-se da cama.
“O que estou dizendo traduza-se em fatos. Ouça-me bem. Não se trata de ficar pensando que estão se levantando, porque aí ficaria pensando sem realizar o experimento. Repito: Traduza-se em fatos. Façam o que fez o viajante da narrativa. Ele não se pôs a pensar que ia sair do corpo. Ele simplesmente agiu. Levantou-se do duro piso em que estava deitado. Repito para ficar bem claro. Levantou-se vaporoso, sutil, daquele lugar. Quando será que irão me entender? Em que período de sua vidas conseguirão sair do corpo à vontade?
“Querem saber algo do além? Querem conversar com os seres divinos fase à fase? Invoquem-nos, chamem-nos aos gritos quando estejam fora do corpo físico. Eles concorrerão com o propósito de instruí-los por amor a vós. Tudo de que se precisa é não ter preguiça e pôr atenção no processo do sono. Os cobertores que nos abrigam, as colchas e os lençóis sabem ser agradáveis. Custa muito trabalho abandonar a moleza, a inércia.
“Recordem que a vontade é indispensável para quem se propõe a sair do corpo físico. Conseguirão aqueles que seguirem minhas indicações com exatidão. Todos os sábios do passado abandonavam a forma densa para viajar consciente e positivamente no espaço infinito e conversar com os Deuses Santos, de quem recebiam maravilhosas instruções.
“Fora do mundo físico, podemos vivenciar diretamente todos os mistérios da vida e da morte. Compreenderão agora porque insisto na necessidade de se aprender a sair conscientemente do corpo físico”.

Através das palavras do Mestre Samael, ficou bem claro que o desdobramento astral é um processo natural que jamais poderá ser prejudicial a alguém

SEGREDOS OCULTISTAS DE PROJEÇÃO ASTRAL

Muito se tem falado e escrito sobre Viajem Astral, mas inquestionavelmente os maiores segredos ocultistas são reservados apenas aos Iniciados. Nossa Escola Iniciática Pistis Sophiah não mede esforços para revelar todos os grandes mistérios e segredos aos seus afiliados e Iniciados nos Mistérios Maiores. E é justamente por isto que tantas pessoas nos escrevem agradecendo-nos pelas extraordinárias revelações que fazemos em todas as nossas lições, e saibam que este nosso trabalho é direcionado à você, pois estamos cumprindo o terceiro fator da revolução da consciência que é o Sacrifício pela Humanidade.
Viajem astral, desdobramento astral, projeção da consciência, etc,. é a saída do corpo astral do corpo físico de forma consciente ou inconsciente.
Durante o dia, o corpo astral cansa o corpo físico. Com os seus desejos, agitações, eus psicológicos. E com toda esta agitação causada pelo corpo astral, as células do corpo físico se revoltam e vem a sensação de cansaço e o sono.
Com o adormecimento do corpo físico, o corpo astral se desprende do corpo físico e sai geralmente para repetir as coisas que mais lhe marcaram durante o dia. Geralmente freqüentar os mesmos lugares de costume , e por estar na quarta dimensão, pode viajar por todos os lugares que imaginar, conhecer qualquer parte do mundo e viajar por todo o espaço e todas as galáxias, etc... E isto é normal e acontece com todas as pessoas todas as noites durante o sono, só que de forma inconsciente. E tudo o que acontece no mundo do sonho é pura realidade, e o corpo astral está passando realmente pela experiência que geralmente é incompreendida no mundo físico. Mas é uma realidade e à muitos anos vem sendo estudada em laboratórios tais como na Ex-União soviética, Estados Unidos, etc... Infelizmente vem sendo usada, nos interesses pessoais (Eus) como forma de espionagem...
O nosso plano físico é a terceira dimensão (comprimento, espessura e largura), e o mundo do pensamento, da memória, do sonho... é a quarta dimensão que é o TEMPO. E o corpo astral viaja justamente na quarta dimensão que é o mundo do sonho. E aí não existe o “ESPAÇO TEMPO”. Pois você pensa em tal lugar e aparece lá mais rápido que a velocidade da luz e tão rápido como o pensamento!
Sabemos que a humanidade está 97% inconsciente e apenas 3% consciente. É devido a isto que traz poucas lembranças das experiências no mundo astral.A mesma consciência do corpo físico é a do corpo astral e que desperta a consciência no mundo físico também despertará no mundo astral. Quando a pessoa fica consciente no sonho ela pode controlar os seus atos. Se você se lembrar que estou lhe afirmando que você os pode controlar, você os controlará com certeza. Pessoalmente quase todas as noites controlo os meus sonhos, e sei por experiência própria que todas as pessoas também pode controlar os seus sonhos inclusive você! Nunca se esqueça destas minhas afirmações e procure sonhar com minhas palavras, repita-as várias vezes ao dia, ou durante semanas se for preciso, e comprovará por si mesmo que você pode e deve controlar os seus sonhos. Todos os ocultistas controlam os seus sonhos e você não será uma exceção.

Esta Lição tem sua continuação em nosso curso de AntropologiaGnóstica onde descrevemos a Chave do Sol, que é uma técnica infalível para viajar consciêncte no plano astral, também o maior segredo do corpo astral solar revelado através da magia sexual.

Abraço Fraterno
Jorge L. Rodrigues

 
HOME  |  APRESENTAÇÃO   |   RESUMO   |   INICIAÇÃO   |   FALE CONOSCO   |  
Copyright ©2007 Web Designer Jorge L. Rodrigues